Personal Work

 

LIDO

Abandonar - Retirar-se de; deixar ficar; pôr de parte; largar; não fazer caso de; negligenciar.

    O Lido, é dos complexos balneares mais antigos do Funchal, onde muitos de nós  (Madeirenses) crescemos e fomos as primeiras vezes aos banhos de mar e sol. Todos os anos devido ao Inverno o mar fustiga as estruturas do complexo provocando danos. Infelizmente desde 2010 que esses estragos nunca foram reparados e consequentemente levou a que o Lido fechasse ao público.

    Influenciado por fotógrafos como Thomas Ruff, Thomas Struth, Bernd e Hilla Becher que desenvolvem séries fotográficas de paisagens citadinas e edifícios industriais, respeitando as suas formas geométricas as suas linhas verticais e horizontais conseguindo desta forma  registar toda a sua essência com estrutura e como elemento integrado na paisagem, levou-me a fotografar de uma forma documental todo este local que é referência nas nossas recordações mais antigas. 

    Com o auxilio de um tripé, enquadrei as fotografias arquitectonicamente de forma a conseguir mostrar toda a passagem do tempo pelas estruturas, evidenciando as zonas mais comuns de quem frequentava diariamente o Lido.  

    Numa  série composta por doze fotografias a cores com um tamanho máximo de 420 × 594 tenciono mostrar um local onde muitos de nós crescemos que passou das mãos do Homem para as da Natureza, marcando as paredes e as nossas memórias.

LIDOPMAF_001.JPG
LIDOPMAF_002.JPG
LIDOPMAF_003.JPG
LIDOPMAF_004.JPG
LIDOPMAF_006.JPG
LIDOPMAF_007.JPG
LIDOPMAF_008.JPG
LIDOPMAF_010.JPG
LIDOPMAF_011.JPG
LIDOPMAF_012.JPG
LIDOPMAF_014.JPG
LIDOPMAF_009.JPG
LIDOPMAF_015.JPG